bloguISTÓRIA


Por Emanuelle Lapa

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Qual mulher nunca se apaixonou pelo famoso "cara errado"?



Querida, eu sei exatamente o que você está vivendo. Já estive no seu lugar, mas hoje sou mera expectadora desse tipo de romance que dificilmente acaba em um final feliz.
Provavelmente você o conheceu numa balada, ele estava sendo disputado por você e mais outras garotas, suas amigas diziam que ele era encrenca e de repente ele se aproximou, te puxou pela cintura e disse no seu ouvido com a voz mais sacana do mundo "Eu estou te observando desde que chegou!".
Você sabia que era mentira, pois notou que os olhos dele estavam atentos a todas ao redor, mas naquela noite você foi a sorteada para acabar com ele na cama do apartamento dele ou, se você for o tipo menos ousada, para acabar dando uns amassos dentro do carro dele ou de um amigo qualquer.
E no final disso tudo, você deve ter ouvido um "Adorei te conhecer! Você é incrível!". E puff! Como num passe de mágica, ele desapareceu. Sem deixar qualquer tipo de contato.
Então você se vê desesperada para encontrar vestígios dele. Como é o nome dele mesmo? André ou Arthur? Será que ele falou o sobrenome? E suas buscas nas redes sociais, nas rodas de amigos são em vão.
Meses depois, quando você está quase convencida de que deve esquece-lo, aparece uma mensagem em plena tarde de quarta-feira no seu celular.
"Oi. É o Bruno daquela balada. Vamos sair hoje?" Ah... Ele se chama Bruno! Por isso não o encontrou. Não é mesmo? No momento nem passa por sua cabeça como ele conseguiu seu número. E rapidamente responde "Tô disponível depois das 19:00 horas."
Duas horas depois, ele responde "Nos encontramos no bar X às 21:00 horas, beleza?" Você até esquece de responder, porque já se correndo para o banheiro pra analisar se a depilação está em dia.
A tão esperada hora se aproxima. Você coloca a sua melhor roupa e vai até a caça (ou caçador). E tudo acontece exatamente da forma que te faz querer repetir a dose. E ele some de novo. É como um ciclo vicioso...
Nesse meio tempo, você elabora mil formas de "prende-lo" de vez. Dependendo do nível de desespero, rola até uma simpatia. E nada funciona. Mas você ainda alimenta esperanças de que pode transformar o cafajeste gostoso no príncipe dos seus sonhos.
Só que você esquece que já encontrou muitos "príncipes" no seu caminho, no entanto, os considerou chatos, presentes e carinhosos demais. Bom mesmo é sentir aquela saudade para o reencontro ser intenso. Não é mesmo?
Você gosta mesmo é do cafajeste. Aquele que não liga no dia seguinte, que não manda mensagem desejando boa noite ou querendo saber como foi seu dia. Aquele que aparece depois de tanto tempo e ainda assim faz suas pernas ficarem trêmulas (literalmente). Aquele que tem todas as garotas que quer e ainda te convence com um sorriso safado de que você é a mais interessante delas, mesmo que só no calendário do de vez em quando.
Posso te dizer uma coisa? Você não vai muda-lo. Primeiro porque ele não quer ser mudado. Segundo porque você gosta dele exatamente assim, mesmo sabendo que ele é uma perda de tempo e que você para ele é só mais um passatempo.
Sabe aquela música do "É o tchan"? Pau que nasce torto nunca se endireita. Pois é.
Boa sorte na próxima balada!


Com ou sem você...

Seria exagero dizer que te amo e que não sei viver sem você, mas seria mentira da minha parte dizer que numa tarde de domingo eu não pense em receber um convite seu pra tomar uma cerveja ou até mesmo um sorvete. Seria mentira também dizer que, no calendário do de vez em quando, não surge aquela vontade de te procurar para conversar, só pra saber como foi seu dia, mesmo sabendo que você não me contará tudo. Eu vivo bem sem você, cara. Mas às vezes, só às vezes, acho que viveria melhor se estivesse ao seu lado. 

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Boa...

Só dou um abraço ou um beijo no rosto quando merecem, esse tipo de carinho chega a ser mais íntimo do que o próprio sexo, que em certos caso pode ser feito sozinho... só dou os parabéns quando realmente quero o bem daquela pessoa... só dou um "bom dia" ou um "oi" quando realmente é isso que desejo, desejo "boa noite" e um "bom trabalho" a muitas pessoas que nem conheço, de fato é até mais fácil eu dizer algumas palavras cordiais aos que não conheço do que aos que sei bem do que são capazes... se não fiz por algum motivo com você, me perdoe a indelicadeza, sou uma menina educada, minha mãe me deu educação... mas também me ensinou com quem usa-lá.
Boa tarde aos meus, aos que merecem!

domingo, 4 de agosto de 2013

Sono bom...

E antes de você dormir, isso quando você já não cai no sono no sofá mesmo, o que é bem difícil dada a tanta energia comum em crianças na sua idade, eu te conto histórias e você as ouve atentamente, e eu de cá, lá no meio da história, penso que já estás quase a dormir, quando na verdade está apenas se colocando no lugar das princesas e viajando nos pensamentos, e quando a história termina te dou o mais doce e mais verdadeiro beijo de carinho, desejando assim que seu sono seja leve e que não haja nenhum perigo em seus sonhos, eu me levanto suavemente pra não atrapalhar seu sono... e quando chego na porta, escuto aquela voz doce: "Boa noite mamãe, durma bem e sonhe com vaga-lumes também."

domingo, 26 de maio de 2013

Mulher mãe.

E a gente faz mágica: vive 32 horas por dia, oito dias por semana, 14 meses por ano - e com um salário microscópico. Fazemos a volta ao mundo com meio tanque de gasolina, dormimos seis horas por noite, sonhamos acordados o tempo inteiro.Bebemos um drinque com as amigas e voltamos para casa sóbrias, entramos no quarto das crianças sem acordá-las, um pássaro não seria mais leve.

Lemos todos os livros do mundo nos intervalos da novela, paramos dois segundos para olhar o pôr-do-sol pela janela, telefonamos para nossa mãe ao mesmo tempo em que respondemos o e-mail de um cliente, e se alguém sorri para nós, a gente se aproxima, se arrisca e renasce nestas chances de vida.

Porque senão é da casa pro trabalho e do trabalho pra casa, deixando o tempo agir sozinho, dilatações espontâneas. E, como elas não acontecem, permanecemos paralisados na vidinha mesma de sempre, lamentando o fim das nossas aulas de dança.

A outra mulher

Eva passeava pelo Jardim do Éden, quando a serpente se aproximou.
"Coma esta maçã", disse a serpente.

Eva, muito bem instruída por Deus, recusou.
"Coma esta maçã", insistiu a serpente, "porque você precisa ficar mais bela para o seu homem".

"Não preciso" respondeu Eva, "porque ele não tem outra mulher além de mim".

A serpente riu: "Claro que tem".

E como Eva não acreditava, levou-a até o alto de uma colina, onde existia um poço.
"Ela está dentro desta caverna. Adão escondeu-a ali".

Eva debruçou-se e viu refletida na água do poço uma linda mulher. Na mesma hora, sem titubear, comeu a maçã que a serpente lhe oferecia.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Tô errada?!

CHEGAAAAAAAAAA... chega de tomates... chega de "sopa pra nós", chega de falar de Joelma...

Tomate tá caro, come capim que é de graça... 
Vai fazer a "sopa pra nós"? Vá lá... 

Joelma é condenada e apedrejada porque não acha legal o casamento entre homossexuais? É normal isso?
E a globo bater palmas pra Daniella Mercury por assumir a relação homossexual dela, isso pode?

Não sou homofóbica... não tenho nada contra gays, lésbicas e afins... tenho amigos homossexuais, e diga-se de passagens bons e verdadeiros amigos, e os considero normais, nenhum defeito de "fábrica".
Mas se é para os homossexuais terem seus direitos iguais, que tenham, e que saibam respeitar também, aqueles que não aceitam o casamento homossexual, direitos iguais são direitos iguais... 
Ou vocês querem que todos sejam gays?
Ia ser uma relação bem complicada e outro assunto a abordar, mas homem gay com homem gay ia ser casamento lésbico?

Já é difícil espantar as vadias que dão em cima do meu marido... imagina só se ele fosse bissexual... teria que ser cuidado dobrado.

Os Homossexuais têm seus direitos de expressarem o que acham, mas os héteros também... se Joelma não acha legal casamento homossexual é um problema sexual dela... 
Ou tem alguma lésbica interessada na Joelma?

Não expresso aqui nada do que eu acho sobre o casamento homossexual, não disse que sou contra e nem disse que sou a favor... minha revolta é apenas pela liberdade de expressão.

Se Joelma é contra o casamento homossexual... simples... Joelma, não fale mais com Daniella Mercury e vai lá fazer uma sopa de tomate pra nós... 

Emanuelle Lapa

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Aniversário!

Há 10 anos atrás recebi a visita da minha prima, Palloma Gonçalves, que me acordou em companhia do meu tio Wyllaert Gonçalves Tavares, no dia 30 de janeiro, com a notícia de que meu avô materno havia falecido, me levantei as pressas e me arrumei com minha vó, ela ainda me pediu pra pegar uma blusa preta, coisa com a qual eu não estava acostumada, luto, fomos ao hospital onde estava o corpo e toda a família, já aos prantos, cena triste de ver, haja visto que toda família costumava se reunir apenas pra festas onde há sempre muito risos, som alto e bebidas e tudo aquilo se transformou em choro, velas e flores.
Como a família do meu avô é do interior tivemos que alugar o ônibus e levar a família toda pra lá, afinal a mãe do meu avô ainda era viva quando ele faleceu (minha bisavó), já não bastasse tudo que estávamos passando ainda enfrentamos uma viagem daquelas pra levar o corpo pra outra cidade, nada perto dali.
No dia 31 de janeiro foi o velório, mas o enterro mesmo, só pode ser realizado no dia 01/02 daquele ano, meu aniversário, e eu o que tinha pra comemorar? Cada ano depois daquele ano eu não via muito motivo pra festejar aniversário, era como se eu tivesse festejando a morte dele e não o meu nascimento...
Não muito tempo depois eu engravidei e papai do céu preparou pra mim um anjo que eu cuido e que cuida de mim.
Nos últimos dias de gestação minha pressão subia de uma forma incontrolável, a impaciência de uma mãe de primeira viagem e nervosismo sem saber o que me esperava na mesa de cirurgia, haja visto que eu nunca havia feito uma, e no dia do meu aniversário há 5 anos atrás minha pressão subiu muito chegou a 21/16, chamei as pressas minha mãe que esteve muito presente na minha gestação, e fomos ao médico, ela me perguntou a que horas eu havia comido e eu informei, pensei que ia ser medicada e voltar pra aproveitar a festinha "surpresa" que meu esposo havia preparado, mas a médica me informou que meu anjinho ia nascer naquele dia, no dia do "aniversário" de morte do meu avô, no dia do meu aniversário, no qual hoje não vejo mais motivos para não comemorar, ele me mostrou que tenho que comemorar sim, a vida que ele me deu e a vida da minha filha, meu melhor presente nesses últimos 29 anos de vida.

Aquela dos 30

Hoje já é quinta-feira
E eu já tenho quase 30
Acabou a brincadeira
E aumentou em mim a pressa
De ser tudo o que eu queria
E ter mais tempo pra me exercer

Tenho sonhos adolescentes
Mas as costas doem
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem
Tenho discos de 87 e de 2009
Sou jovem pra ser velha
E velha pra ser jovem

Hoje já é quinta-feira
E há pouco tinha quase 20
Tantos planos eu fazia
E eu achava que em 10 anos
Viveria uma vida
E não me faltaria tanto pra ver

Tempo falta
E me faz tanta falta
Preciso de um tempo maior
Que a vida que eu não tenho toda pela frente
E do tamanho do que a alma sente.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Amor chegando...

E ele chega de um jeito que só ele sabe chegar... me abraça pela cintura e me dá um beijo pra acabar, acabar a saudade que o dia deixou... pois é, mas o nosso dia ainda não terminou...

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Aliança...

Os egípcios, por volta de 2800 a.C., já usavam um anel para simbolizar o laço matrimonial. Para eles, um círculo, não tendo começo nem fim, representava a eternidade à qual a união se destinava. Cerca de 2 000 anos depois, os gregos descobriram o magnetismo, que acabou influindo também nessa simbologia. Como eles acreditavam que o terceiro dedo da mão esquerda possuía uma veia que levava diretamente ao coração, passaram a usar nele um anel de ferro imantado, para que os corações dos amantes permanecessem para sempre atraídos um pelo outro. O costume foi adotado pelos romanos e o Vaticano manteve a tradição. Já o anel de noivado foi introduzido no ano 860, por decreto do papa Nicolau I (858-867), que o instituiu como uma afirmação pública obrigatória da intenção dos noivos. "A aliança passa da mão direita para a mão esquerda para representar a aproximação do compromisso definitivo. Do lado esquerdo, ela fica mais próxima do coração", afirma o padre Eduardo Coelho, da arquidiocese de São Paulo.



Mas de todas as explicações... pode ser fantasia, porém a mais fofinha!

Uma lenda chinesa conseguiu explicar de uma maneira bonita e muito convincente:

Os polegares representam os pais. Os indicadores representam teus irmãos e amigos.O dedo médio representa a você mesmo. O dedo anelar (quarto dedo) representa o seu cônjuge. O dedo mindinho representa seus filhos. Agora junte suas mãos palma com palma, depois, une os dedos médios de forma que fiquem apontando a você mesmo, como na imagem….

Agora tenta separar de forma paralela seus polegares (representam seus pais) você vai notar que eles se separam porque seus pais não estão destinados a viver com você até o dia da sua morte, una os dedos novamente.
Agora tenta separar igualmente os dedos indicadores (representam seus irmãos e amigos), você vai notar que também se separam porque eles se vão, e tem destinos diferentes como se casar e ter filhos.

Tente agora separar da mesma forma os dedos mindinhos (representam seus filhos) estes também se abrem porque seus filhos crescem e quando já não precisam mais de nós se vão, una os dedos novamente.

Finalmente, tente separar seus dedos anelares (o quarto dedo que representa seu cônjuge) e você vai se surpreender ao ver que simplesmente não consegue separá-los. Isto se deve ao fato de que um casal está destinado a estar unido até o último dia da sua vida, e é por isso que o anel se usa neste dedo.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Apenas


Dreams and love are just words - until you decide to

experience them

sábado, 7 de janeiro de 2012

Prezado Técnico


Prezado Técnico,

Há um ano e meio troquei o programa [Noiva 1.0] pelo
[Esposa 1.0] e verifiquei que o Programa gerou um
aplicativo inesperado chamado [ Bebê.exe ] que ocupa
muito espaço no HD.

Por outro lado, o [ Esposa1.0] se auto-instala em
todos os outros programas e é carregado
automaticamente assim que eu abro qualquer
aplicativo.

Aplicativos como [Cerveja_com_a_turma 0.3],
[Noite_de_farra 2.5] ou [Domingo_de_futebol 2.8],
não funcionam mais, e o sistema trava assim que eu
tento carregá-los novamente.

Além disso, de tempos em tempos um executável oculto
(vírus) chamado [Sogra 1.0] aparece, encerrando
Abruptamente a execução de um comando.

Não consigo desinstalar este programa. Também não
Consigo diminuir o espaço ocupado pelo [Esposa 1.0]
quando estou rodando meus aplicativos preferidos.

Sem falar também que o programa [Sexo 5.1] sumiu do HD.

Eu gostaria de voltar ao programa que eu usava
antes, o [Noiva 1.0], mas o comando [ Uninstall.exe]
não funciona adequadamente.

Poderia ajudar-me? Por favor!

Ass: Usuário Arrependido


RESPOSTA:

Prezado Usuário,

Sua queixa é muito comum entre os usuários, mas é
devido, na maioria das vezes, a um erro básico de
conceito: muitos usuários migram de qualquer versão
[Noiva 1.0] para [ Esposa 1.0] com a falsa idéia de
que se trata de um aplicativo de entretenimento e
utilitário.

Entretanto, o [Esposa 1.0] é muito mais do que isso:
é um sistema operacional completo, criado para
controlar todo o sistema!

É quase impossível desinstalar [Esposa 1.0] e voltar
para uma versão [Noiva 1.0], porque há aplicativos
criados pelo [Esposa 1..0], como o [ Filhos.dll ], que
não poderiam ser deletados, também ocupam muito
espaço, e não rodam sem o [Esposa 1.0].

É impossível desinstalar, deletar ou esvaziar os
arquivos dos programas depois de instalados. Você
não pode voltar ao [Noiva 1.0] porque [ Esposa 1.0]
não foi programado para isso.

Alguns usuários tentaram formatar todo o sistema
para em seguida instalar a [Noiva Plus] ou o [ Esposa
2.0], mas passaram a ter mais problemas do que antes
(leia os capítulos 'Cuidados Gerais' referente a
' Pensões Alimentícias' e ' Guarda das crianças' do
software [CASAMENTO].

Uma das melhores soluções é o comando
[DESCULPAR.EXE /flores/all] assim que aparecer o
menor problema ou se travar o micro. Evite o uso
excessivo da tecla [ESC] (escapar). Para melhorar a
rentabilidade do [Esposa 1.0 ], aconselho o uso de
[Flores 5.1], [ Férias_No_Caribe 3.2] ou [Jóias 3.3].

Os resultados são bem interessantes!
Mas nunca instale [Secretária_de_minissaia 3.3],
[Antiga_namorada 2.6] ou [Turma_do_chopp 4.6], pois
não funcionam depois de ter sido instalado o [Esposa 1.0]
e podem causar problemas irreparáveis no sistema.

Com relação ao programa [Sexo 5.1] esquece! Esse roda quando quer.

Se você tivesse procurado o suporte técnico antes de
instalar o [Esposa1.0 ] a orientação seria: NUNCA
INSTALE O [ESPOSA 1.0] sem ter a certeza de que é
capaz de usá-lo!

Agora. Boa sorte!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Honestamente...


Sou honesta, cruelmente honesta.
Que minha educação não me impede de dizer que eu não gostei do que você fez.
Que eu não consigo mentir sobre as coisas que eu sinto.
Que eu sou fiel aos meus sentimentos
E que ser fiel a uma coisa, é ser infiel a todo o resto.
Que só os sentimentos são irremediavelmente verdadeiros.
Que eu sou verdadeira.
Que eu sinto, logo existo.
Que eu peço desculpas pelas minhas verdades.
Que eu não queria te fazer mal.
Eu sinto.
Sinto muito.
Eu sinto tanto que chego a ser empatica...
E então, eu peço:
Não tenha medo de mim.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Decidi correr atrás dos meus sonhos…

… mesmo que meus sonhos estejam do outro lado do mundo. Mesmo que ele esteja no infinito! Nenhum lugar é longe. O mundo não tem mais fronteiras!

E achei um poema lindo no blog de Renata Ramos e “roubei” pra botar aqui porque tem tudo a ver com meu dia de hoje. Parece que ela adivinhou! e me emocionou… me emocionou muito!

Você precisa ter sonhos,
para que possa se levantar, todas as vezes que cair.

Acreditar que a toda hora,
acontecerá coisas boas e mudar o rumo da sua vida.

Você precisa ter sonhos grandes e pequenos,
os pequenos, são as felicidades mais rápidas, os grandes, lhe darão força
para suportar o fracasso dos sonhos pequenos.

Você tem que regar os teus sonhos todos os dias, assim como se rega uma planta para que cresça…

Você precisa dizer sempre a você mesmo:
-Vou conseguir! -vou superar! -vou chegar no meu sonho!

Fazendo isso, você estará cultivando sua luz, a luz de sempre ter esperanças,
que nunca poderá se apagar,
pois ela é a imagem que você pode passar
para as outras pessoas,
e através dessa luz que todos vão lhe admirar, acreditar em você e te seguir.

Mire na Lua, pois se você não puder atingi-la,
com certeza irá conhecer grandes estrelas…
ou quem sabe, poder ser uma delas!

Vilma Galvão

Sonhos, aqui vou eu!!!
Com planos milimetricamente traçados e estratégias cuidadosamente planejadas! Vai dar tudo certo!

domingo, 13 de novembro de 2011

DESEJO X AMOR


Desejo é vontade de provar, explorar, é a sedução com a promessa de conhecer o inexplorado, é um impulso que incita a despir a integridade da pessoa desejada.

Depois do desejo satisfeito, impreterivelmente vem o vazio, vem a dissolvição do próprio desejo. Portanto, o desejo desde seu nascimento é contaminado pela vontade de morrer. Relacionando com a ciência, o desejo é um impulso centrípeto, que degusta o ser desejado para depois se autodestruir.

O amor é, à vontade de cuidar, de preservar a pessoa amada. Um impulso centrífugo, um impulso de expandir-se, ir além, alcançar o inatingível.

O amor é absorver, assimilar o eu e você.

Amar é contribuir para o crescimento individual e coletivo do mundo.

No amor, o eu é, pedaço por pedaço, transplantado para a pessoa amada. O eu que ama se expande doando-se totalmente a pessoas amada.

Amar é sentir que cada átomo de você mesmo vive no corpo da sua amada.

Amar é saber que se sua amada não fosse nada, você certamente seria ninguém.

Amar é querer proteger, abrigar, acariciar, mimar. Significa estar a serviço, colocar-se à disposição.

Desejo e amor encontram-se em campos opostos. O amor quer possuir. O desejo quer esquivar-se das garras do amor.

O amor é uma rede lançada sobre a eternidade.

O desejo é simplesmente desfrutar o momento.

Se o desejo quer provar, o amor quer perpetuar.

A minha concepção é que amor, sexo e amizade são coisas completamente separadas. Podemos amar sem desejar, podemos desejar sem amar e podemos ter todas as coisas juntas, na mesma pessoa, o que é o relacionamento perfeito.

Para mim a situação perfeita é amar uma pessoa que se deseja muito e com quem se tem uma grande amizade.

No entanto, cada uma dessas coisas acontece separadamente. É inegável que todos sentimos desejos por pessoas que não amamos e na minha opinião, mesmo amando uma pessoa, o desejo enfim realizado é uma coisa muuuito prazerosa.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Conheci alguém...



Conheci alguém especial o suficiente pra me deixar sem graça a cada dois minutos (ao até menos), que me fazer rir da bochecha doer, que não me deixar chorar, bom o bastante pra me deixar feliz todos os dias, e quer saber o q eu desejo a ele? que ele seja muito feliz, que consiga sentir ao menos 1% da felicidade que ele me faz sentir todos os dias, só assim ele vai ser feliz eternamente.
Obg L.C.


"As ideias das pessoas são pedaços da sua felicidade." William Shakespeare

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Quando o amor naufraga

Tudo começa a partir do momento em que nos apaixonamos, é quando temos a sensação de não conseguir viver mais sem aquela pessoa, e sequer 111lembramos que há alguns dias atrás ela sequer fazia parte da nossa vida, mas mesmo assim, seguimos alucinados, perdemos a concentração e ficamos “bobos”. Assim nos amarramos ao outro, seja através de um contrato ou de um par de alianças, a verdade é que alimentamos a ilusão de sermos um do outro.

Nesse percurso parecemos viver em outro lugar no planeta, tão longe que não percebemos que a vida pode ser comparada com uma viagem em um barquinho, com o qual cruzamos com várias pessoas no nosso caminho, até que certo dia avistamos alguém em outro barco que nos faz querer parar. Depois disso passamos a acreditar que a viagem vai ser muito mais feliz se navegarmos juntos. Mas assim como a vida, cada barquinho é individual, e se aceitarmos que o outro navegue com a gente, correremos o risco de afundar. E quando isso acontecer um dos dois ficará sem rumo até naufragar.

post-fade-1

Então decidimos que a melhor forma é seguirmos juntos, cada um em seu barquinho, mas segurando a mão do outro, com muita vontade de ficarmos juntos, sem sequer importar com o tamanho das ondas que iremos enfrentar.

E assim vamos enfrentando as adversidades, os perigos, até que passa outra pessoa em outro

457687

barquinho que também nos encanta. E se já não bastasse ainda vem um tubarão querendo derrubar o barco. E começamos a querer seguir em direções opostas. Nessas horas um dos dois se pergunta sobre todas as promessas de caminharem juntos… E questiona a veracidade daqueles sentimentos. Mas o fato é que eles eram verdadeiros, só que temos que lembrar que a maré muda diariamente e nem sempre conseguimos fugir dela. E mesmo se desejarmos continuar de mãos dadas, a soma de outras coisas vão tornando a correnteza cada dia mais forte.

É nesse momento que precisamos repensar a nossa vida, e termos certeza do nosso caminho, dos nossos laços. Não podemos soltar as mãos a cada nova onda que nos estremecer, e também não devemos desistir ou mudar o nosso rumo a cada novo barco que carregar alguém capaz de nos fazer parar.

Lembre-se que quando decidimos acabar um relacionamento, pode ser que lá na frente, a gente coracao-799851decida voltar a remar para conseguirmos dar as mãos novamente. E as mesmas mãos que estiveram um dia estendidas para você ainda podem estar te esperando, mas o coração será outro, pois depois da solidão e da dor, ele terá começado a naufragar. Então talvez não seja por vingança, falta de amor ou frieza, mas esse alguém que você remou tanto para reencontrar pode estar vivendo outro momento, pode estar calejada diante das incertezas da vida, suas turbulências. Afinal, lá no horizonte, sempre tem mais ondas se formando. E elas não param para que a gente possa ser feliz.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Não gosto e não gosto mesmo...


Não gosto de ingratidão, não gosto de falsidade ou hipocrisia . Não gosto de gente metida, nem de gente que atua. Não gosto de gente orgulhosa d+, gente que se acha por seu corpo, por dinheiro...não gosto nem sequer de gente burra. Não gosto de gente que se cala, de pessoas que tem medo de viver, nem daqueles que não prestam atenção nos outros, ou que se acham o centro do mundo. Não gosto de água com gás, de trabalhar, nem de barata voadora... Gosto de gente que sabe rir, de quem sente, e sente verdadeiro. Gosto de gente que sabe aproveitar a vida, e sabe ser atenciosa. Gosto de quem tem o coração maior que a cabeça, mas sabe pensar. Gosto quando sussurram no ouvido, gosto quando surge akele olhar, gosto quando beijam, quando abraçam, admiro o sentimento de reciprocidade. Gosto de pessoas autênticas, pessoas batalhadoras... Gosto até das pessoas que magoam, mas aquelas que magoam por serem sinceras. Gosto que briguem comigo quando faço besteira... gosto mais ainda daqueles que amam, amam no sentido de amor, aqueles que amam verdadeiro, não dos que ficam em duvida sobre oq sente, ou dos q amam dois, três ou quatro pessoas diferentes. Gosto de quem ama mesmo. Por que quem ama não tem duvida...aproveita a vida, é autêntico e sabe rir. Quem ama é atencioso, sabe dar carinho, e é verdadeiro, sente de verdade, e está sempre de bem com a vida.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Logo cedo...

Logo cedo no caminho da escola, o que tinha tudo pra ser um caminho sem graça, pela hora, pelo sol que incomoda, pela estrada, se não fosse pela presença dela, da minha flor, que ao passar pelo pé de papoula faz questão, fica de ponta de pé, se imprensa na grade, se suja no muro, que disso ela nem faz questão, e puxa um galhinho com uma flor, cuidadosamente tira a parte que tem pólen (não me pergunte por que) e me entrega a flor, isso todos os dias, e isso me deixa feliz, fico o resto do dia pensando o quanto é importante a flor que eu recebo todos os dias ao acordar, agradeço a Deus por isso, pela rotina que muita gente reclama dela, eu agradeço, e você deve se perguntar... e quando não tem flores? Ela me da uma folha, isso mesmo... uma simples folha, e eu? Eu adoro e admiro o cuidado que ela tem com a folha, como se fosse a própria flor e por isso recebo com o mesmo carinho, porque de uma folha para uma papoula, pra mim não há diferença, e sim por ter sido dada por ela, a minha flor, a flor que tenho todos os dias, que Deus me deu de presente, que eu durmo e acordo com ela ao meu lado, e não importa a hora, o sol que incomoda, a estrada sem graça, sei que ela sempre estará ali, pra mim, e eu dou carinho pra ela não murchar, e amo, pra que se um dia ela quiser sair do pé ter alimento suficiente pra viver a vida sabendo que alguém a ama de verdade.


Emanuelle Lapa

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Pra um homem parar pra pensar

Um homem Inteligente Falando das Mulheres

O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana.
Tenho apenas um exemplar em casa,que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'Salvem as Mulheres!'
Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:
Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.
Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo? no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.
Flores
Também fazem parte de seu cardápio ? mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.
Respeite a natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.
Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apoie.
Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.
Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.
Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo.
É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay.
Só tem mulher quem pode!

Luiz Fernando Veríssimo

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

(Mário Quintana)


Aos poucos eu percebi que se apaixonar é inevitável, e que as melhores provas de amor são as mais simples. Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que ser classificado como bonzinho não é bom. Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você. Um dia saberemos a importância da frase: "Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa". Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, e que não damos valor a isso! Que homem de verdade não é aquele que tem mil mulheres, mas aquele que consegue fazer uma única mulher feliz! Enfim... um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem de ser dito. O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras!

(Mário Quintana)

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Antes de ser mãe...


Antes de ser mãe eu fazia
e comia os alimentos ainda quentes
Eu tinha calmas conversas ao telefone.

Antes de ser mãe eu dormia
o quanto eu queria
e nunca me preocupava
com a hora de ir para a cama.

Eu não tropeçava em brinquedos
nem pensava em canções de ninar.

Antes de ser mãe eu não me preocupava
se minhas plantas eram venenosas ou não.
Imunizações e vacinas eram
coisas em que eu não pensava.

Antes de ser mãe ninguém vomitou nem fez xixi em mim,
nem me beliscou sem nenhum cuidado,
com dedinhos de unhas finas.

Antes de ser mãe eu tinha
controle sobre a minha mente,
meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos.
... eu dormia a noite toda ...

Antes de ser mãe eu nunca tive
que segurar uma criança chorando
para que médicos pudessem
fazer testes ou aplicar injeções.
Eu nunca chorei olhando
pequeninos olhos que choravam.
Eu nunca fiquei gloriosamente feliz
com uma simples risadinha.
Eu nunca fiquei sentada horas
e horas olhando um bebê dormindo.

Antes de ser mãe eu nunca
segurei uma criança só por
não querer afastar meu corpo do dela.
Eu nunca senti meu coração se despedaçar
quando não pude estancar uma dor.
Eu nunca imaginei que uma
coisinha tão pequenina pudesse
mudar tanto a minha vida.
Eu nunca imaginei que pudesse
amar alguém tanto assim.
Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.

Antes de ser mãe eu não conhecia a sensação
de ter meu coração fora do meu próprio corpo.
Eu não conhecia a felicidade de
alimentar um bebê faminto.
Eu não conhecia esse laço que
existe entre a mãe e a sua criança.
Eu não imaginava que algo tão pequenino pudesse
fazer-me sentir tão importante.

Antes de ser mãe eu nunca me
levantei à noite a cada 10 minutos
para me certificar de que tudo estava bem.

Nunca pude imaginar o calor,
a alegria, o amor, a dor
e a satisfação de ser uma mãe.

Eu não sabia que era capaz
de ter sentimentos tão fortes.

Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus ,
por eu ser agora um alguém tão
frágil e tão forte ao mesmo tempo.

Obrigada Deus por permitir ser Mãe!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Problemas...

Hoje Eu parei pra pensar em alguns problemas, mas que bobagem eu fiz, pra pra pensar nos problemas, se meu problema de ontem já não é mais o de hoje? meus problemas fazem parte de mim, sempre estão ali e nunca vão sumir por completo e são necessários pra viver em harmonia, quer eu queirá ou não, não existe uma pessoa sem problemas, existe uma pessoa que não se incoma com os seus problemas...
Um problema é uma dificuldade na obtenção de um determinado objectivo. Em certos contextos pode ter um significado especial... para matématica tem fáceis resoluções, para a psicologia os problemas são mais complicados e talvez até inatingíveis pois não podem ser tocados ou resolvidos facilmente, problemas financieros, problemas com a aparência... problemas, problemas e problemas... e eu resolvi o meu problema, não vou mas pensar nos meus, vou resolve-los assim que puder e quem sabe um dia, sem perder a linha e vivendo sem me incomodar com eles... Tenham um bom dia... e bem vindo novos problemas... e como diria a minha vó (acho que não só a minha) "só não a jeito pra uma coisa, a morte!"

SEMPRE EXISTE UMA SOLUÇÃO, ATÉ PARA OS PROBLEMAS MAIS DIFÍCEIS

Bom dia ;)

Hoje eu queria um abraço daqueles que te sufoca de tão apertado e te protege de tudo. Hoje eu só queria ouvir “Eu te procurei pra saber se você tá bem”.


Caio Fernando Abreu

terça-feira, 5 de julho de 2011

Chuva

"Chuva é um fenômeno meteorológico que consiste na precipitação de gotas de água no estado líquido sobre a superfície da Terra. A chuva forma-se nas nuvens. Nem todas as chuvas atingem o solo, algumas evaporam-se enquanto estão ainda a cair, num fenômeno que recebe o nome de virga e acontece principalmente em períodos/locais de ar seco."
Link
http://pt.wikipedia.org/wiki/Chuva


Chuva, caindo tão mansa,
Na paisagem do momento,
Trazes mais esta lembrança
De profundo isolamento.

Chuva, caindo em silêncio
Na tarde, sem claridade...
A meu sonhar d'hoje, vence-o
Uma infinita saudade.

Chuva, caindo tão mansa,
Em branda serenidade.
Hoje minh'alma descansa.
— Que perfeita intimidade!...

Francisco Bugalho

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011


Porque dia 01/02 é meu aniversário eu queria o dia todo calmo e fresco. Queria flores e brigadeiro. Queria surpresa boa. Queria beijo na testa. Queria visita de última hora. Queria café na cama. Queria empadinha de queijo. Queria festa à fantasia. Queria passeio na praia. Queria ver todos os amigos. Queria pintar o cabelo. Queria que o dia durasse mais tempo. Queria notícia de novo emprego. Queria apagar vela de bolo de chocolate. Queria comprar o shopping inteiro.


Queria uma sandália preta com salto baixo.
Queria um livro que surpreendesse no enredo.
Queria um vidro novo do perfume.
Queria ganhar o dia pra não acordar cedo.

Queria um dvd de Filme bom.
Queria um chinelo de dedo.
Queria um brinco bonito.
Queria um novo corte pro cabelo.

Queria um óculos novo.
Queria uma saia branca com bordado.
Queria um microondas.
Queria um cartão de crédito com limite ampliado.

Queria um computador mais rápido.
Queria uma calça jeans escura.
Queria tinta pra experimentar pintar quadro.
Queria uma silhueta mais enxuta.

Queria um celular que funcione direito.
Queria uma blusa vermelha.
Queria uma saia combinando.
Queria que o aniversário não caísse numa sexta-feira.

Queria tanta coisa.
Queria o céu embalado.

Coisa de gente que leva muito a sério essas coisas de fazer aniversário.


Beijo e obrigada,

se alguem puder atender algum desses pedidos que me ligue ou venha me trazer, se não... pode vir assim mesmo, o importante é a intenção...

fico tão feliz em fazer aniversário...

DIA 01/02... SE ALGUEM ESQUECER DE ME DAR PARABENS... Run... sei nem o que pode acontecer!

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

http://www.fotolog.com.br/lela_psico


Não vou mais falar de amor
De dor, de coração, de ilusão
Não vou mais falar de sol
Do mar, da rua, da lua ou da solidão

Meu vício agora...
É o passar do tempo
Meu vício agora...
Movimento, é o vento, é voar...é voar

E mesmo assim fica interessante
Não ser o avesso do que eu era antes
De agora em diante ficarei assim...
Desedificante...

Meu vício é você, amor da minha vida!!
Mamãe te ama!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011


Na vida real, os amores não são como nos conto de fadas. A pessoa escolhida para ser amada é bem concreta, com defeitos e qualidades.
Aos quinze anos, espera-se que o príncipe encantado venha montado num cavalo branco. Aos vinte, a exigência torna-se menor: o cavalo pode ser pardo. Aos vinte e cinco, admite-se a possibilidade de que o cavalo nem é mais necessário. Pode vir num jegue mesmo (deixando claro, que não gosto de jegue)!
e aos vinte e sete?
o que fazer?
o que esperar?

Ter mais de uma opção faz com que o coração se divida para exercer a escolha. É mais ou menos isso que o nosso coração experimenta quando ele tem que escolher alguém a quem vamos dedicar os nossos afetos. E você não pode negar que, de alguma forma, você participa deste grande leilão de amores, onde prevalece a lei da oferta e da procura: às vezes, você se oferta: às vezes, você procura: outras, entra em liquidação. E assim vai.
Isso não tem em feito bem, já que, deixando claro aqui, se minha vida amorasa não anda fluindo bem, nada mais no mundo anda direito pra mim. Meus sonhos existem... tão aqui oh!, bem dentro de mim, guardadinhos... expor? não... a vida é real e, por ser real, os cavalos não são tão brancos, os príncipes não são tão belos, as princesas as vezes são feias e os finais não são tão felizes assim.
No momento em que percebemos a diferença entre o sonho e a realidade, descobrimos que o amor que pensávamos que tínhamos pelo outro, na verdade não passava de uma projeção de carência e idealizações.
O problema é que, na projeção de nossas necessidades, cega a gente para o real, para o verdadeiramente possível. Com isso, passamos a esperar o que não existe, o que não se dará justamente por estar fora do horizonte de nossas possibilidades.
Cavalos brancos são muito raros nos dias de hoje. É mais fácil o meu príncipe chegar num fusquinha, modelo 89. E cá estou eu... não estou presa em nenhuma torre envolvida por uma atmosfera de encanto, tô aqui, atrás de um computador, esperando algo me acontecer... talvez um "que seja eterno enquanto dure" ao invéz de um "felizes para sempre", já que a idade começa a me deixa desiludida com essa coisa que acreditava que existia, AMOR!

sábado, 15 de janeiro de 2011


Abraçada pelo vazio
Ludibriada pelo destino que insiste em refutar meu olhar
Minha derrota parece inevitável

Sei que isso é passageiro
Sei que a vida é passageira
E que você jamais entenderá meu cético sorriso

Quero uma maneira de não demonstrar minha fraqueza
Quero uma maneira de não me dividir

Às vezes a mentira é tão insuportável
E ao mesmo tempo tão necessária
Às vezes vivo em prisões que intensamente deteriorizam minha alma...

Diante disso meu cansaço torna-se conseqüentemente inevitável


ao som de "Avenged Sevenfold - I Won't See You Tonight"